João Pessoa: Centro (parte 2) & Por do sol no Jacaré

Continuando o post João Pessoa: centro (parte 1).

Apesar dos pesares parece que João Pessoa sabe me agradar. Sai da igreja e fui almoçar. Esse foi simplesmente o almoço mais barato de toda a viagem. Nem um salgado com refresco no Rio sairia tão barato – o quilo é R$ 16,40. E o restaurante é bonitinho.

6. IMG_1546 (800x450)

6. IMG_1549 (450x800)

O restaurante fica na Praça Antenor Navarro na parte mais preservada do centro histórico. Essa praça e o largo de São Pedro são lindos! E o antigo Hotel Globo – hoje dividido entre o governo da Espanha e a comissão de preservação do Centro – tem uma vista para o rio Sanhauá.

7. IMG_1542 (800x450)

7. IMG_1545 (800x450)

Praça Antenor Navarro.

7a. IMG_1564 (800x450)

Largo de São Pedro.

7b. IMG_1559 (800x450)

Vista do antigo Hotel Globo.

No Centro as ruas não são tão bem sinalizadas. Na parte mais preservada a sinalização é eficiente, mas nas demais é falha. Isso não significa que você fica louco sem informação. Eu por exemplo estava com um mapa que peguei na internet antes da viagem e me virei sem pedir informação.

8. IMG_1540 (800x450)

8. IMG_1543 (450x800)

Parece com as de Recife só não são biligue e nem preservadas.

Continuei andando até a rodoviária para confirmar na informação turística como ir ao Jacaré. A informação é que devo ir de trem, que custa R$ 0,50. E lá fui eu pegar um trem bem caidinho, com janelas gradeadas e que só passa de hora em hora e a paisagem é meio “rural”.

A “praia” fluvial do Jacaré não é praia, era um mangue que agora está cheio de restaurantes com píer na beira rio e do outro lado tem lojinhas turísticas, mas tem uns três pontos a beira rio que não tem restaurante e você pode ver o evento sem pagar.

9. IMG_1573 (800x450)

A rua dos píeres.

9. IMG_1574 (800x450)

Um restaurante e o Rio Paraíba.

9. IMG_1587 (800x450)

Os barcos que passeiam no rio para ver o espetáculo de dentro da água.

Cheguei cedo por causa do horário do trem e fiquei lá. Vi os artesanatos, escrevi tópicos para o post e nada de dar o horário. Até olhei a regulagem da máquina fotográfica (aprendi como faz). O por do sol foi chegando, já tinha tomado dois analgésicos e estava de óculos de sol e chapéu. Tudo porque a luz solar me dá enxaqueca. Sabia que esse era o programa mais problemático do meu roteiro por questões de saúde, mas correu tudo bem.

A apresentação do Jurandy do sax é bem rápida. Eu achava que era mais longa e imaginava o sol se pondo com bolero de Ravel ao fundo. Mas na verdade já era quase noite quando o Jurandy aparece em um restaurante, entra no barco tocando. O barco vai de um lado ao outro na frente dos restaurantes. A música acaba, ele agradece e entra em um outro restaurante (hoje foi tocanto Xote das Meninas) para fazer um show. Tudo isso são só os minutinhos que dura a música do Ravel. É bonito, mas… expectativa é uma merda! Acho que minha mãe fala tanto do evento que esperava mais.

10. IMG_1583 (800x450)

10. IMG_1597 (800x450)

O por do sol.

10. IMG_1602 (800x450)

10. IMG_1607 (800x450)

A apresentação de Jurandy do Sax.

O problema de ir ao Jacaré de transporte público é a volta porque fora os píer o bairro é bem estranho e na estação de trem me falaram que é perigoso. Andei até a estação para esperar o ônibus, pois pelo menos tem movimento. Esperei uns 10 minutos, mas foi estranho.

Jantei novamente no Mag Shopping.

11. IMG_1613 (800x450)

Praia de Manaíra vista do shopping.

11. IMG_1615 (800x450)

Praça de alimentação.

 

Anúncios

2 ideias sobre “João Pessoa: Centro (parte 2) & Por do sol no Jacaré

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s