East End

Reino Unido – Dia 7

Hoje fiz um passeio que queria muito fazer: ir para o leste de Londres. Essa área sempre foi historicamente ligada a pobreza e aos imigrantes. Para completar eu andei de ônibus pela primeira vez na cidade. Ouvir a gravação falar em cada ponto “Eleven to Liverpool Street” (Onze, o número do ônibus, para Liverpool Street, o ponto final) foi a primeira coisa aqui que me deu aquela sensação de “isso é real”. Não imaginava que andar de ônibus mexeria comigo, mas esse maravilhamento já passou.

A escada de subida para o segundo andar do ônibus.

A escada de subida para o segundo andar do ônibus.

Relógio no ônibus. Melhor que do Onbus.

Relógio no ônibus. Melhor que do Onbus.

Ver a cidade do alto é interessante, mas as ruas são estreitas e o ônibus precisa fazer mil manobras para conseguir andar. E, pelo menos, uma vez foi preciso um outro ônibus recorrer a bandalha (acho que o erro foi de quem estacionou na rua).

Não dá para passar...

Não dá para passar…

... nós damos um jeitinho.

… nós damos um jeitinho.

Desci na linda estação da Liverpool Street e fui logo para o Spitalfields Market, que eu já sabia ser um local de compra de roupas e acessórios modernos. Eu vi muitas roupas esquisitas de design. Muitas coisas legais, como uma bolsa inteirissa feita de silicone e os acessórios de lego que tem no Rio. De qualquer forma, com o preço multiplicado por cinco fica nada atrativo.

A estação da Liverpool Street.

A estação da Liverpool Street.

O Spitalfields Market por dentro.

O Spitalfields Market por dentro.

O Spitalfields Market por fora.

O Spitalfields Market por fora.

Um dos itens que vi para vender lá.

Um dos itens que vi para vender lá.

Ao sair desse mercado fui andando para a Brick Lane. Assim que cheguei vi um mercado gastronômico e resolvi comer logo. O difícil foi achar algo sem pimenta. Tinha uma salada com frango, que foi o que escolhi, mas tive que comer em pé porque estava lotado demais para conseguir sentar.

Barraca no mercado que comi.

Barraca no mercado que comi.

O mercado lotado.

O mercado lotado.

A Brick Lane é uma rua que mantém a arquitetura industrial e ainda une um mercado de rua, mercados gastronômicos (muitos étnicos), lojas de design e grafites. Tudo ao mesmo tempo e no mesmo lugar.

A Brick Lane em si. Tava tirando foto e essa criatura apareceu do nada. Sim tem algumas pessoas que se vestem no modelitos antigos não apenas aqui, já vi em vários lugares.

A Brick Lane em si. Tava tirando foto e essa criatura apareceu do nada. Sim tem algumas pessoas que se vestem no modelitos antigos não apenas aqui, já vi em vários lugares.

Lojas na Brick Lane.

Lojas na Brick Lane.

Grafites.

Grafites.

E mais grafite.

E mais grafite.

Não dá para ver tudo com calma em um só dia, porque o comércio já se expandiu para além da Brick Lane e ainda há o mercado das flores da Columbia Road, que precisei sacrificar, mas falam bem dele.

Prédio lindo no bairro Shoreditch.

Prédio lindo no bairro Shoreditch.

Saindo de lá fui andando até o Geffrye Museum of the Home. Este é um museu dedicado a mostrar como morava a classe média londrina do século XVII até hoje. Há várias explicações de quem é essa classe média, como eram as casas, os valores sociais da época e há alguns cenários montados para ilustrar os períodos que eles estabeleceram. Também há alguns objetos cotidiano de cada época. Para completar ainda há um jardim que também mostra as diferenças do paisagismo de várias épocas. Eu simplesmente adorei o museu!

Jardim de entrada do Geffrye Museum.

Jardim de entrada do Geffrye Museum.

Explicação de como eram as moradias em 1695.

Explicação de como eram as moradias em 1695.

A reprodução de uma sala social em 1830.

A reprodução de uma sala social em 1830.

Um dos objetos expostos é uma televisão de tubo da década de 1970.

Um dos objetos expostos é uma televisão de tubo da década de 1970.

O jardim urbano renascentista do Geffrye Museum. Ele era subdividido em medicinal, condimentos, perfumista e ornamental.

O jardim urbano renascentista do Geffrye Museum. Ele era subdividido em medicinal, condimentos, perfumista e ornamental.

Ao voltar para o albergue com um lanchinho vi na cozinha um cartão de um grafite do Banski que só agora eu entendo.

Banski

Uma devoção ao Tesco – uma das redes de supermercados da cidade. Os mercados tem uma coisa interessante eles reduzem o preço das coisas que estão vencendo naquele dia ou no próximo. Por exemplo, a caixa de bluberries/mirtilo custa normalmente £2 (o mesmo preço do Rio), quando cheguei a noite ao mercado estava custando £1,50, mas antes de sair reduziram para £0,50 e eu comprei. As pessoas voam nos preços reduzido, que serve para tudo de frutas a comida congelada, passando por itens de padaria.

Anúncios

2 ideias sobre “East End

  1. Ci de Sá

    I ❤️ Banski

    Eu acho que me emocionaria com várias coisas… Mas talvez a maior emoção de Londres fosse atravessar a abbey road.

    Imagino como deve ser engraçado para os londrinos ver essa galera tirando foto no ônibus, da cabine telefônica e faixa de pedestre… 😋

    Aquela mulher vestida como se estivesse nos anos 50 não era uma performer?

    Resposta
    1. N. Autor do post

      Sério! Eu nem pensei em colocar a Abbey Road no roteiro. 😛
      Eu as vezes acho que os londrinos odeiam os turistas. Eles não falam nada, na verdade são até educados, mas as vezes tem um enxurrada de gente fazendo macaquice, andando ao leu (eles não tem paciência para indecisos na rua), parando para fotografas tudo. Mas na realidade muita gente só anda em uma pequena parte da cidade, até agora só vi muitos turistas em Westminster e no South Kensington.
      Talvez essa fosse uma performer por causa do dia e do local, mas sério vi pessoas na rua assim durante a semana em situações normais.

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s