Belém: Praça da República, Theatro da Paz, Batista Campos, Museu Emilio Goeldi e Basílica de Nazaré

Saí por volta das 9h30 e fui andando até a Praça da República, que fica no fim da rua mais importante do centro da cidade — a Av. Pres. Vargas. Nela está o Theatro da Paz, o mais importante resquício do ciclo da borracha em Belém, inaugurado no final do século XIX. O belo prédio em estilo neoclássico está aberto a visitação.


Entrada principal.


Adorei essa barra anti queda em ouro.

Após a  visita guiado do teatro fui andar na praça, onde aos domingos há uma grande feira. Nela há de tudo um pouco: quinquilharias industrializadas, sebos, artesanato, feira de animais para adoção e claro comida (salgado, empadão e bebida). A praça estava lotada de pessoas. Eram jovem batendo papo, adultos passeando com cachorro e famílias brincando e fazer piquenique.

A praça vista do Theatro da Paz. Onde há sol as pessoas não ficam, mas nos arredores arborizados estava bombando.

A feira vista de um correto.

Parte com atrações para crianças, inclusive uma Minnie.

Olha aquele mato de casa sendo vendido a R$2,50.

Depois segui andando e fui para a praça Batista Campos, que fica no bairro homônimo. Este é um bairro elitizado, mas é curioso como há uma mescla de prédios claramente elitizados com outros com pouca manutenção. A praça em si é uma gracinha e também foi construída durante o ciclo da borracha. Logo quando cheguei vi uma garça voando e saquei a máquina tentando fotografá-la, o curioso é que depois uns adolescente me chamou achando que eu era fotógrafa profissional. 😛





Depois andei um bucado até o Museu e Parque Zoobotânico Paraense Emilio Goeldi. Um instituto de pesquisa, que inclui um pequeno museu que está com uma exposição sobre impacto ambiental (ela tem muito cartaz e poucas peças exposta, com isso a maioria das pessoas não lem nada e vê o museu em poucos minutos, mas eu demorei uma hora) e uma parque em estilo inglês*, incluindo um mini zoológico que em vários momentos me deu pena dos animais com pouquíssimo espaço, mas havia uma placa falando que há previsão de uma reforma para melhorar as condições de vida dos animais.


Jardim das vitórias-regias.

J-A-M-B-O.

Cativeiro das tartarugas.

A gaiola da onça.

A pitoresca “ruína” do castelo na verdade foi feita para esconder uma caixa de água.

A trilha vermelha é uma marca nas árvores ameaçadas de extinção. Está é o pau-rosa.

Depois passei no Parque da Residência, que nada mais é que um praça bonitinha perto do museu.

Parque da Residência.

E segui para a Basílica de Nazaré, onde termina o Círio de Nazaré. A ilha é simples para os padrões católicos, mas é interessante a grade da entrada cheia de fitinhas coloridas. O legal é que a igreja é gratuita, pode fotografar, ninguém te perturbar para dar doação e nem tentam te vender fitinhas a todo custo.


Detalhe das fitinhas no portão da igreja. Dá um colorido bonito.

Altar.

Terminei o dia voltando para o albergue, mas como tava calorzão, antes passei no shopping para experimentar o famoso e recomendadíssimo sorvete da Cairu. Tomei o de banana caramelada e é realmente muito bom.

Aquela uma bola que não é uma bola.
Uma observação é que quase não tem gente andando na rua aqui. Parece que todo mundo pega ônibus ou carro para tudo. Por isso não me senti conformável para fotografar nas ruas, que são razoavelmente estreitas e muito arborizadas, principalmente com mangueiras. Por onde passeio hoje tinha uns poucos prédios antigos bonitos e, em geral, muito mal preservados.

* Os jardins em estilo inglês tem caminhos sinuosos que imitam a organização natural da floresta, com se fossem trilhas, e tem recantos pitorescos como correto, chafariz e falsas ruínas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s